Estresse e ansiedade podem causar queda de cabelo? Descubra!

perda intensiva de cabelos é uma situação que atinge homens e mulheres, seja por questões genéticas, nutricionais ou doenças dermatológicas. Mas você sabia que a saúde mental também pode estar relacionada a esse problema? É verdade: a ansiedade faz cair o cabelo.

Devido ao ritmo de vida corrido, cheio de compromissos, pressão e responsabilidades, muitas pessoas acabam com o psicológico abalado, o que reflete na quantidade de fios e na beleza das madeixas.

Seus cabelos estão caindo mais do que o normal e você está desconfiado de que o estresse e a ansiedade podem ser a causa? Então, continue a leitura. Aqui você vai descobrir a razão disso, como é feito o diagnóstico e o tratamento, além de formas de aliviar o estresse. Vamos lá?

Queda de cabelo por estresse e ansiedade

Quando você passa por situações muito estressantes ou por crises de ansiedade, seu corpo libera hormônios que fazem com que os folículos capilares entrem na fase telógena precocemente, na qual ocorre a queda dos fios.

Esse processo, chamado de eflúvio telógeno, é um tipo de alopecia temporária, visto que a taxa de queda é normalizada e os fios são recuperados assim que os fatores desencadeantes são controlados. Todavia, se o estresse é constante, essa condição pode se tornar crônica, o que leva à rarefação permanente dos cabelos.

Diagnóstico e tratamento

Se o ralo do chuveiro ou sua escova estão ficando repletos de fios após tomar banho ou pentear os cabelos, isso é um sinal de que você deve procurar um médico. Com a ajuda de um clínico geral ou dermatologista, é possível identificar o estresse e a ansiedade como as causas para a queda excessiva de cabelos.

Quanto antes o problema for detectado, melhores são os resultados do tratamento. Dessa forma, é possível recuperar as suas madeixas, assim como a sua autoestima e bem-estar.

O tratamento inclui cuidados com os cabelos, como hidratação, uso de remédios para barrar a queda e vitaminas para fortalecer os fios. No entanto, investir em medidas de contenção do estresse e da ansiedade é o mais importante, pois somente assim é possível cortar o mal pela raiz.

Formas de reduzir o estresse e ansiedade

A ansiedade faz cair o cabelo, e uma das formas de reduzir esse sintoma é tentar resolver os problemas que estão desencadeando toda essa situação. Se precisar, você pode contar com o auxílio de psicólogos e terapeutas, mas alguns hábitos do seu dia a dia podem diminuir esse problema. Veja!

Pratique exercícios físicos

A prática de exercícios físicos pode ajudar a diminuir a ansiedade, já que aumenta a quantidade de endorfina e serotonina no organismo, que são hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar e prazer. Assim, além de melhorar a qualidade de vida, os exercícios podem proporcionar relaxamento e bom humor.

Para isso, vale a pena caminhar pelo menos meia hora por dia, três vezes na semana, em lugares de que você goste, como praças, parques e ruas. Isso ajuda aliviar a ansiedade e o estresse. Ainda, possibilita trabalhar a mente, já que ao andar você também pensará.

Tenha uma alimentação saudável

Uma boa alimentação com vitaminais e nutrientes pode diminuir a ansiedade. Isso porque substancias químicas presentes em vitaminas do complexo B e magnésio, por exemplo, contribuem para a produção de serotonina no organismo, deixando o estresse e a ansiedade longe.

O consumo de alguns laticínios, frutas e nutrientes é recomendado. Até mesmo o chocolate pode ser consumido, mas desde que seja na medida certa e sem exageros. Desse modo, é possível diminuir a ansiedade e ter os benefícios de todos os nutrientes que o corpo precisa com uma alimentação mais saudável.

Invista em organização

Uma vida com diversos afazeres e compromissos torna-se uma grande aliada do estresse e da ansiedade. Para que isso não ocorra, é preciso investir com antecedência na organização do seu dia. Atitudes simples, como planejar a rotina diária de maneira que seja de fácil entendimento, já são uma solução para diminuir as sobrecargas da mente.

Agendas, mural, aplicativos no celular ou uma lista de tarefas são alguns recursos que podem ser utilizados para organizar o seu dia e as metas, deixando tudo mais objetivo e claro.

Evite vícios

Geralmente, as pessoas ansiosas ou estressadas tem como válvula de escape uma determinada compulsão ou vício, seja com bebida alcoólica, cigarro, comida e até drogas. No entanto, essa fuga emocional tem como princípio a obtenção do prazer, sendo preciso investigar a origem do problema e separar a convicção positiva que possibilita o vício.

Por isso, evite hábitos que possam causar algum tipo de vício para sair da ansiedade e procure condições que contribuam para amenizar os sintomas, mas que não prejudiquem o seu corpo e seu bem-estar.

Faça meditação

A prática de trabalhar a respiração pode ser uma grande aliada na hora de controlar a ansiedade que faz cair o cabelo. Portanto, quando sentir que a situação pode sair do controle ou diante de um evento importante, faça os exercícios de meditação, como inspirar e soltar o ar de maneira lenta.

Além disso, quando terminar o serviço, procure relaxar e sentir-se confortável, com meia luz e música, o que proporciona bem-estar. O ideal é se desconectar do trabalho e do mundo externo, concentrando-se somente nas trilhas sonoras calmas e em sua respiração. Essa prática regular da meditação ajuda a promover o equilíbrio duradouro e a tranquilidade.

Aceite seus limites

Dar conta de todas as tarefas diárias é o desejo de muitas pessoas, mas isso normalmente não é possível. Nesse caso, é essencial aceitar os seus limites, sem motivos para se envergonhar, e pedir ajuda para as pessoas com as quais você pode contar.

Além disso, evite ser perfeccionista e querer ter o controle de tudo, pois determinadas situações não dependem somente de você. Nesse caso, é preciso lidar com as frustrações e ignorar algumas informações para viver de maneira mais plena.

Ademais, é muito importante ter atitudes que proporcionem bem-estar e tranquilidade, como tirar um tempo da rotina de trabalho e estudos para assistir a um filme, ter um hobby, encontrar os amigos ou até dormir umas horinhas a mais.

A ansiedade faz cair o cabelo e colabora com o desenvolvimento de outros problemas no organismo, sendo uma condição cada vez mais comum. Se você está desconfiado desse problema, não deixe de procurar ajuda médica para controlar a perda dos fios e recuperar a beleza dos seus cabelos, o que é essencial para a sua qualidade de vida.

E aí, gostou do nosso post? Tem alguma dúvida? Então, entre em contato conosco!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.