Cansaço crônico: o que é e quais seus sintomas? Saiba aqui!

Envelhecer com saúde é uma das principais conquistas que todos nós temos ao alcance. Para chegar à terceira idade esbanjando disposição, sem dores ou problemas que comprometam a qualidade de vida, vale a pena conhecer alguns conceitos. Entre eles, o cansaço crônico.

A rotina cada vez mais atribulada dos tempos modernos pode provocar prejuízos ao corpo e à mente. Mesmo desacelerando com o passar dos anos, uma ou outra sequela que fica costuma causar o cansaço crônico.

Já ouviu falar nesse termo? O texto a seguir traz informações importantes sobre o tema, desde a definição de cansaço crônico até os melhores suplementos para combatê-lo, passando por maneiras de identificar os sintomas. Confira!

O que é cansaço crônico?

Cansaço crônico é uma doença que não se explica por condições médicas claramente expostas. Marcada pelo sentimento de fadiga extrema, essa síndrome atinge níveis piores com a atividade física ou mental, mas mesmo assim não é amenizada pelo repouso.

As causas desse problema até hoje ainda não foram 100% identificadas. Atualmente, a ideia mais aceita a respeito do assunto é que o cansaço crônico resulta de uma série de fatores combinados, como:

  • fraqueza do sistema imunológico;
  • pequenas sequelas deixadas por infecções virais;
  • estresse;
  • desequilíbrios hormonais, sobretudo relacionados ao hipotálamo, à hipófise e às glândulas suprarrenais.

Apesar de aparecer em qualquer faixa etária, o cansaço crônico é mais comum entre os 40 e 50 anos de idade, afetando as mulheres em porcentagem um pouco maior.

Quais são os principais sintomas?

Além do principal critério delimitado pela comunidade médica como sinal do cansaço crônico, existem outros sete sintomas que indicam a doença. São os seguintes:

  • sono intermitente;
  • dores de cabeça;
  • redução da capacidade de concentração e memória;
  • incômodos musculares;
  • problemas em diversas articulações, mas sem nenhum inchaço;
  • inflamação na região da garganta;
  • aumento dos gânglios linfáticos em áreas como axilas e pescoço.

Irritação constante e fácil, febre e confusão mental também figuram na lista, mas com menor relevância.

Quais os suplementos mais indicados?

Uma vez identificado o problema do cansaço crônico, é preciso tomar atitudes para amenizá-lo. A seguir, listamos alguns suplementos muito eficientes no combate a essa doença.

Vitamina B12

Essa vitamina do complexo B cumpre uma função essencial no desempenho das células e no metabolismo energético.

O organismo humano não a produz por conta própria, ou seja, é necessária a suplementação. A vitamina B12 é oriunda de alimentos de origem animal, como carnes, ovos e aves.

Ferro

A falta de ferro está entre as deficiências nutricionais mais comuns ao redor do mundo. Esse problema impede que células e tecidos sejam abastecidos pela quantidade suficiente de oxigênio, causando a sensação de fadiga.

Costuma-se encontrar o ferro também em produtos de origem animal, além de legumes, sementes e espinafre. Vale ressaltar que suplementos ricos nessa substância podem ter efeitos colaterais, portanto, é vital a consulta com um especialista antes de começar.

Ginseng

Consumido como erva medicinal por milênios para atender a inúmeros objetivos, esse nutriente é rico em propriedades que estimulam a ação cerebral.

O ginseng tem ótima capacidade de diminuir a angústia, dando um incentivo extra para quem sente a ausência de disposição. Portanto, é uma opção natural de bastante valor no combate ao cansaço crônico.

Creatina

Muito popular em dietas de quem busca o ganho de massa a partir da musculação, a creatina ajuda a elevar os índices energéticos, otimizando a força e a resistência.

Boa parte das fontes desse nutriente é originada de produtos animais, indo na mesma linha do ferro e da vitamina B12, por exemplo.

O cansaço crônico é, conforme observamos, um problema bem sério. A relativa dificuldade em identificá-lo pode atrapalhar a busca pelo tratamento adequado, por isso, você deve estar atento aos possíveis sintomas e, principalmente, buscar se prevenir. Fuja de rotinas estressantes, cuide da saúde mental e siga uma rotina alimentar saudável para colher os frutos!

Gostou do texto? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Acha que sofre de um sintoma específico do cansaço crônico? Então deixe um comentário no post!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.