Conheça as 3 principais causas da perda de massa muscular

As causas da perda de massa muscular são variadas, mas quase sempre estão vinculadas ao estilo de vida e alguns comportamentos. Caso você não saiba, a nossa musculatura depende de alguns estímulos para permanecer no nosso organismo e caso esses requisitos fisiológicos não sejam cumpridos, o corpo passa por um processo de catabolismo para preservar energia e garantir sua sobrevivência.

Isso significa, em outras palavras, que a massa muscular adquirida por meio do treinamento deve ser mantida por meio de um estilo de vida saudável. O estresse, a má alimentação e a falta de treinamento são alguns dos fatores que podem causar esse efeito catabólico mais acentuado.

Abaixo, explicaremos mais sobre cada uma dessas 3 principais causas e falaremos quais são as melhores alternativas para evitar com que elas aconteçam. Gostou da ideia? Continue sua leitura até o final!

1. A falta de treinamento físico

A falta de treinamento físico talvez seja um dos fatores mais predominantes da quebra de tecido muscular. Como deve ser do seu conhecimento, a hipertrofia — aumento dos músculos — só ocorre quando o corpo precisa se adaptar para aguentar as novas demandas mecânicas impostas no organismo.

Quando esse importante fator externo deixa de existir, nosso corpo entende que não há razão para manter a quantidade “extra” de massa muscular e, portanto, faz a quebra desse tecido como mecanismo básico de sobrevivência por questões de eficiência energética.

Para contornar o problema é fácil: basta manter seu treinamento de alguma forma. Mesmo com academia fechada, por exemplo, é possível optar pela calistenia e outros métodos para manter a massa muscular metabolicamente ativa. O importante é permanecer treinando para evitar esse quadro natural.

2. Estresse e falta de sono

Outra causa fundamental da perda de massa muscular é o estresse, que frequentemente acompanha a falta de sono. O estresse em excesso faz uma mudança enorme na nossa fisiologia, fazendo com que vários hormônios, como o cortisol, sejam secretados em maior quantidade na corrente sanguínea.

Isso causa inúmeros efeitos no nosso bem-estar físico e mental e, do ponto de vista da manutenção da massa muscular, o cortisol em excesso pode favorecer um catabolismo excessivo por conta da sua alteração na produção de importantes hormônios como o GH e a testosterona.

Por fim, saiba que o sono é o período de recuperação mais importante do seu dia e, na falta dele, surgem inúmeros problemas: como má produção hormonal e maior dificuldade para reparação de tecido, que é essencial para a hipertrofia. A união desses dois fatores pode provocar catabolismo agudo e, além disso, problemas na saúde mental. Portanto, atente-se a esses dois itens.

3. Má alimentação e seus efeitos na massa muscular

Por fim, nós temos outro grande problema que costuma causar a quebra de massa muscular: a má alimentação. Os músculos são tecidos metabolicamente ativos e, por isso, eles requerem calorias para funcionar e continuar “existindo”.

Essa é a razão pela qual o metabolismo das pessoas com maior índice de massa muscular é mais rápido. A demanda energética para manutenção dos músculos é um importante fator e, além dessa diferença, também existe uma necessidade nutricional mais elevada para garantir a preservação desses tecidos. A ingestão proteica é um dos maiores exemplos desses requisitos, ela deve ser maior para que o corpo consiga preservar toda a massa muscular.

Por isso, é fundamental ficar de olho na alimentação e evitar variações bruscas nesses dois campos. Aliar a quantidade calórica correta com a quantidade ideal de proteína é o que garantirá a manutenção do seu corpo e estética.

Na falta ou dificuldade desses nutrientes, é interessante contar com suplementos alimentares para conseguir suprir essa demanda de maneira cômoda e imediata. Com isso, você permanece mais seguro para se preocupar com outras principais causas de perda de massa muscular, como as duas anteriores que mencionamos nessa postagem.

Gostou do post? Visite nossa loja virtual e conheça nossa linha de suplementos proteicos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.