Veja 3 mitos e verdades sobre cravo no rosto aqui!

Quase todas as pessoas já tiveram cravo no rosto pelo menos uma vez. Na maior parte dos casos, quem sofre com esse problema está cercado de dúvidas sobre o tratamento, a causa e a origem. Esses pontinhos pretos, além de serem incômodos, podem influenciar na dilatação dos poros, no surgimento de acnes e no aumento da oleosidade.

A glândula sebácea é responsável pela produção de sebo e tem o objetivo de manter a proteção, a lubrificação e a hidratação da pele. A abertura do folículo é o que se chama de poro da pele. Quando ele entope com sebo, há a formação do cravo.

Se você deseja conhecer quais são os principais mitos e verdades sobre cravo no rosto, não perca o nosso post. Boa leitura!

Mitos

1. Não tem problema espremer cravos

Manipular lesões na pele por conta própria, incluindo os cravos, é um procedimento que deve ser evitado. Apesar de parecer inofensivo e fácil de removê-los, isso pode causar problemas, como manchas, cicatrizes ou transformá-los em espinhas. Portanto, o ideal é procurar um dermatologista para que ele possa avaliar o caso.

2. Lavar o rosto várias vezes diminui a quantidade de cravos

Lavar o rosto muitas vezes ao dia não auxilia na diminuição da quantidade de cravos, aumentando ainda a produção de sebo, o que piora a situação. A face deve ser lavada duas vezes ao dia com um sabonete específico para o tipo de pele da pessoa. Caso contrário, o corpo produzirá ainda mais oleosidade para proteger a derme.

3. Só quem tem pele oleosa pode desenvolver cravos

Todos os tipos de pele podem ter cravos, mesmo que a oleosa seja mais suscetível ao problema. Para não correr riscos de desenvolvê-los, tenha uma rotina de cuidados muito regrada e faça a higiene com um gel ou sabonete duas vezes ao dia.

Verdades

1. Limpar a pele profundamente ajuda a removê-los

A limpeza de pele profissional é um tratamento muito indicado para eliminar os cravos no rosto. Nesse caso, é feita a dilatação dos poros com vapor ou calor e, após isso, são aplicados produtos que ajudam a favorecer a abertura dos poros e o amolecimento do acúmulo de sebo.

2. É possível remover os cravos com vaporização e esfoliação

Como espremer cravos não é recomendado, alguns cuidados caseiros podem ser feitos, como a esfoliação e a vaporização. Assim, faça a vaporização no banho ao aproveitar o vapor da água da ducha por alguns minutos. Após isso, faça uma esfoliação com grânulos finos, com movimentos giratórios e leves, auxiliando na remoção dos cravos.

3. Chocolate propicia o surgimento de cravos

A dieta também pode influenciar no aparecimento de cravos na pele, e o chocolate é um dos alimentos. Isso ocorre não só com o chocolate, mas com alimentos ricos em gordura em geral. Frituras, oleaginosas e leite também pioram o quadro.

Como vimos, o aparecimento de cravo no rosto é um problema muito comum e que pode ser consequência da oleosidade da pele. Por isso, para evitá-los, limpe a pele com produtos adequados, evite lavar o rosto várias vezes ao dia e procure um dermatologista para que ele possa indicar o melhor tratamento para você.

Gostou deste post e quer saber mais? Então, curta a nossa página do Facebook!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.