Entenda o que é o efeito sanfona e suas consequências para o organismo

Emagrecer de maneira rápida costuma ser o desejo de muitas pessoas. Entretanto, perder peso em pouco tempo pode causar um problema muito conhecido por quem faz dieta: o temido efeito sanfona. Em geral, esse problema que causa o ganho de peso depois de um processo de emagrecimento é consequência de uma dieta restritiva, que não garante um resultado duradouro.

Isso ocorre porque o corpo precisa de uma rotina e, portanto, demora para responder aos efeitos de uma nova dieta. Assim, após um emagrecimento, o indivíduo deve enfrentar um tempo prolongado de reeducação alimentar, para dar oportunidade ao organismo de esquecer o padrão anterior para não recuperar o peso perdido.

Neste post, vamos mostrar quais são as consequências e como evitar o efeito sanfona. Confira!

O que é efeito sanfona e suas causas?

Indivíduos que perdem peso com muita rapidez e com restrição limitante de nutrientes ou alimentos podem correr o risco de desenvolver o chamado efeito sanfona, caracterizado pelo ganho de peso após o fim de uma dieta.

Em geral, o problema é causado por planos de emagrecimento que consistem em fazer jejum, pular as refeições e diminuir a ingestão calórica diária. Quando as calorias de que o corpo necessita para ter energia são retiradas, ele se acostuma com a mudança ao desacelerar o metabolismo.

Além disso, os hormônios leptina e grelina também podem causar o efeito sanfona. Eles são responsáveis pela sensação de saciedade e pelo apetite, e se a produção de ambas não estiver regulada, emagrecer com saúde pode se tornar difícil.

Quais são as consequências do efeito sanfona e como evitá-lo?

O efeito sanfona pode proporcionar muitos prejuízos para a saúde, como o aumento da pressão arterial, do colesterol e alterações da função renal, que afetam a saúde dos vasos e do coração. Além disso, o efeito de engordar e emagrecer aumenta as chances de desenvolver a síndrome metabólica, que causa diabetes, obesidade abdominal e aumento de triglicerídeos.

Um órgão que pode ficar prejudicado é o pâncreas, pois para estabilizar os níveis de glicemia, ele fica sobrecarregado pela excessiva produção de insulina, podendo perder a sua funcionalidade. Para evitar o problema é preciso adotar algumas medidas simples que garantem um emagrecimento saudável, como:

  • comer devagar;
  • evitar excluir os carboidratos das refeições para não ficar indisposto e cansado;
  • comer de 3 em 3 horas;
  • não pular as refeições;
  • evitar dietas muito restritivas;
  • praticar exercícios físicos regularmente.

Como acabar com o efeito sanfona?

[]
1 Step 1
Que tal receber ofertas e matérias com prioridade?
Seu Nome
Previous
Next

Para acabar com o efeito sanfona é muito importante ter uma reeducação alimentar, que pode auxiliar a perder peso de maneira eficaz e saudável. Com esse processo é possível reavaliar os comportamentos e hábitos diante da comida e compreender melhor os efeitos da alimentação na vida diária.

Como vimos, o efeito sanfona é um problema que pode acarretar danos à saúde, como a diabetes, aumento da pressão arterial e do colesterol. Por isso, para evitá-lo, pratique exercícios físicos, faça uma reeducação alimentar e procure a ajuda de um médico que poderá auxiliar você.

Gostou do nosso post? Então assine a nossa newsletter e receba conteúdos diretamente em sua caixa de entrada!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.