Formol nos cabelos: 3 informações cruciais antes de usar

Velho conhecido dos salões de beleza, o formol está presente em diversos produtos utilizados em alisamentos, método chamado de escova progressiva. Apesar de toda sua popularidade, o uso de formol nos cabelos não devia acontecer. Você sabe por quê?

Esse produto químico tóxico pode fazer mal para a saúde quando utilizado em quantidades superiores que a recomendada pela legislação, o que acontece ao alisar os fios. Mesmo assim, os órgãos regulamentadores recebem diversas denúncias sobre produtos e salões que continuam a oferecer esse tratamento.

Sabendo disso, no post de hoje, elencamos 3 informações que você precisa saber antes de alisar os cabelos. Vamos descobrir quais são elas?

1. O que a legislação diz sobre o formol

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe o emprego de formol como alisante. De acordo com o órgão, a presença da substância só é permitida em concentrações não superiores a 0,2%, para cumprir o papel de conservante.

Nessa dosagem, no entanto, o formol não consegue alisar os cabelos. Assim, muitas indústrias acabam burlando as regras e adicionando essa substância perigosa nos seus produtos para que eles se tornem efetivos.

2. Os riscos do contato com essa substância

Produtos alisantes com altas concentrações de formol podem causar queda de cabelo, irritação na pele, dor, vermelhidão e queimaduras — isso tanto na pessoa que prepara e aplica o tratamento quanto na que recebe.

Os problemas não param por aí. Se inalado, o formol causa danos à garganta, traqueia e brônquios, o que prejudica a respiração e pode até desencadear um quadro de bronquite. Em contato com os olhos, a substância provoca irritação e, quando a exposição é frequente, pode resultar em danos irreversíveis para a visão.

Ademais, a intoxicação aguda, que ocorre quando uma pessoa entra em contato com grandes quantidades de formol, pode ser fatal. Todavia, a exposição crônica, que acontece aos poucos, também representa um risco sério: câncer.

Ao entrar em contato com células saudáveis, o formol desencadeia mutações cancerígenas, as quais ocorrem principalmente na região nasofaríngea, quando o componente é inalado. Por isso, não vale a pena arriscar: não use formol nos cabelos para não sofrer com os seus danos a curto e longo prazo.

[]
1 Step 1
Que tal receber ofertas e matérias com prioridade?
Seu Nome
Previous
Next

3. Os cuidados na hora de fazer um alisamento

Se alisar os cabelos já virou um hábito em sua vida, procure sempre utilizar produtos registrados pela Anvisa, os quais contêm em suas fórmulas agentes como hidróxido de sódio, cálcio e potássio ou ácido tioglicólico, que também são efetivos. Cosméticos que tem o formol como base não tem registro, não foram analisados nem aprovados pelo órgão regulamentador, ou seja, são ilegais.

Fique atento aos rótulos e embalagens e não caia nessa furada! Opte sempre por tratamentos capilares seguros e que não oferecem riscos para sua saúde. Viu só como o uso de formol nos cabelos é perigoso? Por isso, escolha os produtos certos para alisar os cabelos e fique bem longe dessa substância. A sua saúde agradece!

Gostou deste post? Assine nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos sobre saúde e bem-estar diretamente no seu e-mail! Aproveite essa chance e fique sempre muito bem informado. Até a próxima!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.