Sola do pé ressecada: quais são as causas e como evitar o problema

A sola do pé ressecada é mais do que um incômodo estético: ela também causa alguns problemas, já que com o passar dos anos é comum surgirem rachaduras e fissuras as quais atingem as camadas mais profundas e causam sangramento e dor.

Quando o pé se torna ressecado, a pele apresenta uma aparência amarelada ou esbranquiçada, perdendo a sensibilidade, ficando áspera, rachando e descamando. Esses sinais mostram que é necessário manter ainda mais a hidratação e entender o que causa o problema.

Fatores externos como umidade do ar baixa deixa a pele ressecada, mas também pode ter relação com saúde e hábitos. Se você deseja saber quais são as causas e como tratar a sola do pé ressecada, não perca o nosso post. Boa leitura!

[]
1 Step 1
Que tal receber ofertas e matérias com prioridade?
Seu Nome
Previous
Next

Andar descalço

Andar descalço todos os dias pode deixar a sola dos pés exposta a impurezas como poeira, fazendo com que a derme fique sem umidade e se torne ressecada. Isso também ocorre quando se usa calçados abertos frequentemente, como sandália e chinelo.

Essas duas situações podem fazer com que a sola absorva todo o impacto ao caminhar. Com isso, a pele fica sobrecarregada, fazendo com que surjam rachaduras e fissuras. Para evitar o problema, é muito importante não andar descalço e dar preferência para tênis ou sapatilhas.

Estar com a pele ressecada

A pele produz uma oleosidade, garantindo a sua proteção e maciez e isso depende da hidratação do corpo. Logo, quando o organismo está desidratado, é provável que ocorra o ressecamento da sola dos pés.

No entanto, pode ser também um fator localizado o que afeta a área. Nesse sentido, em decorrência da produção menor de sebo e do contato com impurezas, ocorre uma redução da umidade natural e causa aspereza. Para evitar que a pele fique ressecada, é importante beber bastante água, cerca de 2 litros por dia.

Lixar os pés excessivamente

O costume de lixar os pés deixa a pele esfoliada e remove células mortas. Esse hábito é importante para eliminar a camada grossa e auxiliar na renovação celular. Entretanto, o recomendado é fazer isso a cada 15 dias, pois, quando a pele é lixada em excesso, acontece um efeito contrário.

O corpo começa a perceber que a sola dos pés está desprotegida e cria uma camada de pele grossa. Por isso, é fundamental evitar lixar em excesso e utilizar hidratantes para deixar a derme maleável. Uma boa opção é optar por uma manteiga hidratante para os pés e um creme auxiliar no tratamento de rachaduras.

Não tratar determinadas doenças

O ressecamento da sola do pé também pode ter relação com algumas doenças, como hipotireoidismo e diabetes. No primeiro caso, a pele ressecada é uma consequência da baixa produção de suor no pé. Em relação ao diabetes, a desidratação ocorre por causa do aumento da micção, que leva à desidratação. Logo, é muito importante consultar um médico regularmente para verificar a existência dessas doenças.

Como vimos, a sola do pé ressecada pode ter várias causas, como lixar os pés em excesso, andar descalço, entre outras. Para tratar o incômodo, é muito importante hidratar os pés todos os dias com um creme apropriado. Além disso, evite banhos quentes, adote uma alimentação saudável e prefira calçados fechados.

Gostou deste post e tem alguma dúvida? Então, conheça 5 tipos de alergias na pele e como tratá-las!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.