Vasodilatadores: o que são e para que servem?

Se você procura levar uma vida saudável e, entre outras coisas, ganhar massa muscular, precisa saber o que são vasodilatadores. Capazes de auxiliar bastante no aumento da resistência e na otimização da performance esportiva em várias atividades, como musculação e crossfit, eles podem ter um impacto positivo em seus objetivos.

Dilatando os vasos sanguíneos, esse tipo de suplemento incentiva o desenvolvimento físico do atleta. As paredes das artérias crescem, o que acelera o transporte de glicose, oxigênio e aminoácidos dentro do organismo. Vale lembrar, entretanto, da possibilidade de efeitos colaterais aparecerem, em especial quando não há indicação médica.

Ao longo do post, trazemos mais informações relevantes sobre os vasodilatadores, incluindo características, impactos e exemplos. Caso se interesse pelo tema, continue conosco e faça boa leitura!

[]
1 Step 1
Que tal receber ofertas e matérias com prioridade?
Seu Nome
Previous
Next

O que são vasodilatadores?

Por promover o relaxamento da musculatura chamada de lisa arteriolar, um vasodilatador reduz drasticamente a resistência dos vasos periféricos. Com isso, essas substâncias elevam a intensidade do fluxo sanguíneo pelo corpo.

Os nutrientes produzem óxido nítrico, principal responsável pela dilatação. Para quem costuma treinar pesado na academia, por exemplo, as veias saltadas indicam o esforço realizado, mas o grande benefício dos vasodilatadores não é exatamente esse.

Conforme já mencionamos, o produto tem a capacidade de qualificar o rendimento do organismo durante o treino, ocasionando melhores resultados. Afinal de contas, mais sangue circulando é sinônimo de maior quantidade de oxigênio e consequentemente mais nutrientes são absorvidos pela musculatura.

Quais são os principais efeitos colaterais?

O acompanhamento profissional é muito importante para aplicar as doses adequadas do vasodilatador. Ainda assim, alguns efeitos colaterais podem surgir mesmo com o uso correto do suplemento. A seguir, listamos os principais:

  • palpitações;
  • congestão nasal;
  • intensas dores de cabeça;
  • retenção de líquido;
  • náuseas;
  • tontura;
  • disfunções cardíacas, como arritmia;
  • espinhas e outros problemas dermatológicos.

Por atuarem com a abertura dos vasos, aumentam o fluxo sanguíneo e exigem que o coração trabalhe de maneira mais intensa, justificando a possibilidade de disfunções cardíacas.

Quais são os melhores vasodilatadores?

Em geral, vasodilatadores podem ser orais ou parenterais. Agora que já conhece os benefícios e os efeitos colaterais, siga conosco para conferir os três exemplares mais comuns no mercado.

Hidralazina

Esse modelo não dilata as veias, mas as arteríolas. Oriundo da hidrazina, costuma apresentar boa absorção pelo organismo, além de ser metabolizado rapidamente pelo fígado.

Bastante eficiente para tratar a hipertensão arterial, a Hidralazina pode causar, no entanto, efeitos como palpitações, suor excessivo, náuseas, anorexia e cefaleia.

Minoxidil

Ingerido via oral, o Minoxidil também dilata apenas as arteríolas e não as veias. De boa absorção pelo trato gastrintestinal, seu efeito dura mais de 24 horas, mas causa retenção de sódio e líquidos.

Por isso normalmente se indica um diurético como acompanhante. Outros impactos colaterais são a queda excessiva do número de plaquetas e a intolerância à glicose.

Nitroprussiato

Ao contrário dos anteriores, esse vasodilatador é usado com infusão intravenosa, sobretudo em emergências hipertensivas e casos graves de insuficiência do coração, dilatando arteríolas e veias. De efeito imediato, o Nitroprussiato reduz a pressão em curtos dez minutos, durando por cerca de um dia.

O conteúdo da substância apresenta sensibilidade à luz, por isso deve ser ingerido logo após a preparação. É fundamental tomar cuidados com os possíveis impactos da aplicação do Nitroprussiato, que tem riscos como arritmia, hipotensão e até morte.

Conhecendo o que são vasodilatadores, incluindo as características positivas e negativas, você já sabe da importância do acompanhamento médico caso queira ingerir esse suplemento. Tome os devidos cuidados para extrair o melhor deles.

E aí, o post foi útil? Então, aproveite a visita ao blog e siga a OficialFarma nas redes sociais: estamos no Facebook, no YouTube e no Instagram!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.